Diário da turnê 2002

A aventura teve início no dia 12 de agosto, data do vôo partindo de Salvador para Guarulhos. Eu, Christian e Sandra estávamos com muita ansiedade e expectativa. Chegamos ao nosso destino as 16:00 e ficamos instalados na rua Clélia, próximo ao Estádio do Parque Antártica (quem não se lembra dos históricos shows de 89?).

Na manhã do dia 13 fomos dar um passeio no centro da cidade. Pela parte da tarde, encontramos com outros fãs da banda, a Simone, a Renata e a Carminha. Deixamos Christian e Sandra em casa e Juntos fomos a MTV fazer um lobby em prol da banda. Dali a Simone me convence a ir esperar o grupo no aeroporto. Convocamos o Christian e seguimos para o aeroporto de Guarulhos. Chegamos por volta das 23:30 e ficamos jogando conversa fora para matar o tempo e a ansiedade. Já amanhecendo o dia outros fãs começam a chegar ao aeroporto, alguns conhecidos nossos (Erisson, Jeomar, Ricardo, Fernanda), outros não, mas todos com o mesmo intuito, o de dar as boas vindas aos noruegueses e sua trupe. O vôo chega vindo de Paris e a ansiedade aumenta entre os fãs… E o coração dispara quando vemos o Pal… logo em seguida Morten aparece e os fãs partem em sua direção buscando autógrafos e tirando fotos. Pego um autógrafo com Pal e peço que ele toque A Little Bit, ele sorri e segue para a condução que o levaria ao hotel. Enquanto isso, o Mags passa sozinho pelo saguão sorrindo do alvoroço em cima do Morten. Aproveito essa tranqüilidade para pegar o meu autógrafo e tirar uma foto com ele. Após uns vinte minutos e depois de muita boa vontade com os fãs, eles partem para o hotel. Nós fãs ficamos alegres com a simpatia do grupo. 

Enquanto muitos fãs seguem para o hotel, eu e o Christian preferimos descansar para a grande noite, e com ela, muita coisa boa aconteceu, pois após alguns anos de contatos via e-mail, comecei a  conhecer pessoalmente os amigos da Lista Brasileira. Isabel, Juan, Martinha, Thiago, Cidinha, Silvia, Karen… Uma verdadeira festa, que foi ficando ainda mais animada quando ouvimos os acordes de Minor Earth Major Sky.

Infelizmente nesta noite acabou acontecendo o que já era esperado, as pessoas empolgadas com o show partiram na direção no palco, causando um certo constrangimento para alguns, e as mesas impediam uma maior participação do público, fazendo com que o show ficasse menos intenso do que o normal. O repertório deste dia foi o seguinte: Minor Earth Major Sky / You Wanted More / The Sun Never Shone That Day / Lifelines / Manhattan Skyline / I’ve Been Losing You / Time And Again / Did Anyone Approach You / Turn The Lights Down / Stay On These Roads / Hunting High And Low / Locust / Take On Me / The Living Daylights. NO BIS: Forever Not Yours / Summer Moved On / The Sun Always Shines On TV.

Das novas músicas, as que mais se destacaram (na minha opinião) em performance foram You Wanted More e Lifelines e dos velhos hits, I’ve Been Losing You  com Pal ao final da música cantando o refrão de The Blood That Moves The Body e Take on Me.


Dia 15… nada como um dia após outro…

Dispostos a superar os problemas do primeiro dia, o grupo modifica o repertório e ganha de vez o público brasileiro. Digo público brasileiro e não somente paulista porque lá tinha gente de vários Estados do País, a exemplo da Bahia, Minas, Pernambuco, Ceará, Rio de Janeiro… Desta vez também a casa estava com o dobro de público da primeira noite e este público ainda estava mais participativo, pois nesta noite não haveria cadeiras e sim pista. Até hoje tentamos entender o que se passou na cabeça dos organizadores ao por mesas num show do a-ha…

Quanto ao show, puro êxtase! Um grande show! O grupo se mostrava muito mais disposto em palco e a platéia muito mais vibrante e a modificação nas ordens das músicas e a inclusão de Scoundrel Days e Dark is The Night premiaram os fãs. Dark is The Night foi cantada por Anneli Drecker. Além destas músicas, devemos destacar a ótima performance de Morten cantando Summer Moved On, a versatilidade de Mags no revezamento entre Teclados, Piano e Guitarra, e de Pal, que apenas com um olhar, comandava a banda no palco, sem falar que sua evolução na performance de palco foi significativa. O repertório do show: Minor Earth Major Sky / Forever Not Yours / Lifelines / I’ve Been Losing You / Time And Again / Summer Moved On / Did Anyone Approach You / Dark Is The Night / Stay On These Roads / Hunting High And Low / Locust / Scoundrel Days / Take On Me / The Living Daylights BIS: You Wanted More / The Sun Never Shone That Day / The Sun Always Shines On TV.

Após o show, os fãs estavam maravilhados, em transe… Nesta noite também pude encontrar com outros velhos amigos virtuais, entre eles os amigos da Lista Brasileira, que tanto tem se mobilizado durante estes anos no intuito de trazer a banda ao País. Faby, Karin, Arnaldo, Vivi, Christian (de Brasília), João Alfredo, Karen… Aquele abraço!


Bem, estaria ali acabada a minha participação nessa grande festa, mas…

Após um resto de noite mal dormida, e um sonho meio enigmático, desperto o dia 16 com um sentimento de que poderia ser ainda melhor a viagem e após receber o telefonema da Simone, mudo os planos e resolvo ir ao Rio de Janeiro.

Eu, a Simone e o Christian fomos a um posto do Ticket Master na esperança de ainda encontrar ingressos, e para a nossa alegria… conseguimos!!! Dali partimos diretamente para a rodoviária e embarcamos as 13:00 para o Rio… durante a viagem, a ansiedade tomava conta de nós três. A viagem correu normal e desembarcamos na Cidade Maravilhosa as 18:00. De lá, partimos para a Praça do Lido, aonde encontraríamos com outros grandes fãs do a-ha, a Patrícia, Vanessa, Norival, Flávio e Bárbara. 

Dividimos os grupos e seguimos para o ATL HALL. Devido a um acidente que houve no percurso, chegamos quase em cima da hora do início do show. No Rio, o público me pareceu ainda maior do que o de São Paulo. Quanto ao show, outro sucesso!!! Quanto ao repertório, praticamente igual ao do segundo show em São Paulo. A única modificação foi a substituição de You Wanted More por Manhattan Skyline. Os destaques deste show ficaram por conta de Did Anyone Approach You, Hunting High And Low, The Sun Always Shines On TV e das coreografias da platéia. Assim como em São Paulo, no Rio também o público merece aplausos pela presença nos shows.

Com o termino do show, fomos para o Hotel Intercontinental e lá conseguimos nos reencontrar com o a-ha. E como em São Paulo, eles foram super gentis e atenciosos com todos os fãs presentes no saguão do hotel.

Vale ressaltar aqui que além de Anneli, os outros músicos merecem aplausos, pois foram competentes e participativos. Quem não vai lembrar de Christer Karlsson em Locust, de Sven Lindvall nas coreografias com o Mags e de Per Lindvall e sua batida forte?

No dia 17, o “grande trio” (eu, Christian e Simone) nos despedimos dos amigos e partimos para São Paulo, felizes e saudosos com os grandes momentos vividos nesta grande aventura… Permaneceremos nestas estradas, eu sei, pois não há fim nas distâncias que iremos percorrer…
(Um muito obrigado a Patrícia e sua família por ter nos recebido em sua casa)

Até a Próxima!!!!!

 

PORTO ALEGRE 
(Por Mariana Martins)

COMO TUDO ACONTECEU

Eu estava jantando com a minha família quando passa a propaganda do show em Porto Alegre (acho que era dia 8 de Agosto) disse para minha mãe "olha mãe, show do A-Ha, eu não acredito" e minha mãe me perguntou se eu não queria ir com ela e eu disse que era claro que sim. Cara, A-Ha, uma das maiores bandas de todos os tempos, ícone da música na minha cidade, era como um sonho, algo bom demais para ser verdade, mas era verdade. Mas eu tinha um problema, eu precisava entrar na internet para ter mais informações sobre o show e contatar fãs que também fossem ao show de Porto Alegre, mas meu computador estava ruim. O que eu iria fazer??

Foram dois dias de desespero, o show se aproximava e eu continuava na mesma, mas na sexta foi tudo resolvido e eu pude finalmente ver tudo sobre o show e entrar na Lista Brasileira do A-Ha.Na lista conheci a Ana Paula, fã de Porto Alegre que ia ao show e isso me deixou muito feliz porque eu não queria apenas ir ao show mas também conhece-los pessoalmente, não é todo o dia que uma banda como o A-Ha vem a Porto Alegre.

Foi ai que o Aloísio, membro da lista disse que uma garota do Uruguai queria ir ao show daqui e que os fãs de Porto Alegre poderiam ajudá-la, então prontamente mandei uma e-mail para ela dizendo que poderia me escrever ou me ligar para ter qualquer informação sobre o show. A noite, quando cheguei do ensaio do Coral minha mãe perguntou se eu havia dado nosso número de telefone a alguém da Argentina, Paraguai ou coisa parecida porque uma menina falando espanhol havia ligado quatro vezes para falar comigo, era Nora, combinamos tudo e eu ofereci minha casa para que ela ficasse e disse que compraria seu ingresso já que ela não teria como comprar no Uruguai.

Estava tudo bem, com a produtora tive a informação de que a banda chegaria dia 19 (2ª feira) pela manhã e sabia que ficariam no Sheraton ou no Blue Tree. No domingo me encontrei no shopping com a Ana Paula para acertar alguns detalhes e voltei para a casa. De noite entrei na internet e, para minha surpresa, a Ana Paula me disse que eles chegariam no domingo mesmo o que foi confirmado por Carminha, fã de São Paulo, fiz algumas ligações para o aeroporto e para a Simone de São Paulo, a Ana Paula veio me buscar e rumamos para o aeroporto.Meia noite e quinze os meninos chegam e o primeiro que vemos é Paul que assim que nos vê dá meia volta (Meu Deus, o que os fãs de São Paulo e Rio devem ter feito! Hahahahaha) mas acaba vindo em nossa direção, ficamos de boca aberta mas assim que pedimos para tirar fotos ele foi muito simpático e ficou conversando com a Ana Paula, o próximo foi Morten que para tirar as fotos nos abraçou beeem forte (Ui, hehehehehehe). Não vimos o Mags passar porque estava meio que disfarçado com peruca, chapéu e uma camiseta bem estranha, floreada azul, estilo turista, como bem definiu a Ana Paula.

2ª feira busquei a Nora na rodoviária e fomos ao hotel que a Ana Paula ouviu quando alguém da equipe conversava com o motorista que era o Sheraton. Não achamos ninguém, só uns 2 que deveriam ser da equipe.

3ª feira - Chegamos ao Sheraton às 11:00 AM não foi necessário esperar muito, pois quando eu estava descendo as escadas Ana Paula e Nora me avisaram que o Mags havia entrado em uma loja de sapatos (junto ao Sheraton há um shopping), ficamos esperando ele sair e o cumprimentamos ele nos deu oi e falou para dois homens da equipe para que eles comprassem sapatos na mesma loja, a Troll e desceu de elevador para outro andar, saímos correndo e descemos de escada rolante e demos de frente com Mags, pedimos autógrafos e tiramos fotos com ele, ficamos olhando ele comprar mais sapatos e resolvemos subir para sentar no nosso "posto" (o banco na frente da entrada no hotel) para esperar os outros. Falei para as meninas que já que da 1ª vez tinha dado sorte eu iria subir de novo para ver se tinha alguém lá em cima e quando eu estava na escada rolante eu vi Morten no térreo, quando cheguei ao 1º andar corri até um lugar onde dava para ver as meninas e as chamei apontando para a direção onde tinha visto o Morten, então saímos correndo procurando-o e Nora viu que ele estava na Dateli  no subsolo comprando sapatos, mais uma vez corremos e paramos na frente da loja, Nora chamou Morten e passou a mão em suas costas ele virou sorrindo e tirou fotos conosco e deu autógrafos. Sentamos no sofá e ficamos olhando os meninos fazendo compras (sapatos, sapatos! A equipe toda comprava sapatos). Tiramos fotos com o Christer (me corrijam se esse não for o nome dele) tecladista da banda de apoio que é a cara do Mags, ele nos disse que todos brincam com essa  coincidência. 
 
Fomos almoçar e de repente passa do nosso lado Mags e senta numa mesa próxima da nossa junto com Anneli e mais gente da equipe, depois veio o Morten, o almoço mais feliz da minha vida! Hehehehehehehe!

Ah, no meio dessa história toda conhecemos a Ariel e Jorge, dois fãs argentinos que são amigos da manager da banda, bem legais!

Depois de tantas emoções e de ver os meninos para cima e para baixo dando voltas sem parar no shopping comprando sapatos resolvemos ir para casa tomar um banho e ir para o show.

O SHOW

Começou com uns 30 minutos de atraso, lá fora chovia que parecia que o mundo iria vir abaixo. Todo mundo estava muito emocionado, chegamos umas 19:50 encontramos a minha mãe e lá dentro logo vimos a Ariel e Jorge, os fãs argentinos. Conseguimos chegar bem na frente e a espera não pareceu tão longa as 21:30 os nossos meninos sobem no palco e a loucura começa, gente de todas as idades cantam como loucos as canções do A-Ha, me emocionei muito com Time and Again. Gostei muito do show e achei muito bom que a maior parte das músicas são do Lifelines. Quando eles saíram do palco muita gente pensou que o show tinha acabado mas como eu sabia que ainda teria o bis fiquei mais calma, só estava meio nervosa porque ainda não tinham sido tocada The Sun Always Shines On Tv, uma das minhas favoritas, então eles voltaram e tocaram Summer Moved On e para finalizar The Sun Always Shines On Tv. Fiquei realizada, minha música favorita, estava muito feliz.

Depois do show o pessoal da banda de apóio jogou as baquetas e os fãs mais desesperados quase se mataram tentando pega-las.

Esse foi mais ou menos o playlist do show :

01Minor earth major sky  02 - Forever not yours 03 - I've been losing you/The blood that moves the body  04 - Time and again  05 - Manhattan skyline  06 - Stay on these roads 07- Hunting high and low 08 - Did anyone approach you? 09 - Scoundrel days 10 – Lifelines  11 - Early morning  12 - Dark is the night for all  13 - Take on me 14 - The living daylights (BIS) 15 - Summer moved on 16 - The sun always shines on T.V.

E as minhas fotos deles em Porto Alegre vocês podem achar em http://fotos.terra.com.br/album.cgi/272534 

OBS: Podem salvar as fotos apenas se forem usar em algum site. Especifiquem a fonte.
Espero que vocês tenham gostado da minha história!
Beijos, tchau!

UM GRANDE ABRAÇO PARA A AMIGA ANA PAULA (Brasil) PELA A REALIZAÇÃO DE UM SONHO E PARA NORA (Uruguai) QUE AVANÇOU FRONTEIRAS PARA VER O A-HA!!!

Se você foi ao show de Barretos e deseja colaborar com informações, entre em contato conosco: ahabahia@yahoo.com.br

5 Respostas para “Diário da turnê 2002

  1. Oi Aloísio, que bom que permanece nas estradas com seu site. Bom também vc dividir conosco esse momento tão especial que foi para todos nós, brasileiros – eu tinha oito anos. Ficamos felizes ao saber que você trocou palavras com eles na época, e eu confirmo com veemência a gentileza deles. Não há dúvidas de que os shows foram grandiosos, no final, nos sempre poderíamos ter feito mais. Pelo menos, aprendemos.

  2. Pingback: 10 anos da Lifelines Tour Brasil « a-ha Bahia·

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s