Scoundrel Days

sd

SCOUNDREL DAYS – 1986

 

01 – Scoundrel Days

02 – The Swing of Things

03 – I´ve Been Losing You

04 – October

05 – Manhattan Skyline

06 – Cry Wolf

07 – We´re Looking for the Whales

08 – The Weight of the Wind

09 – Maybe Maybe

10 – Soft Rains of April

Scoundrel Days foi lançado e havia toda uma expectativa de como este novo trabalho seria recebido após tamanho sucesso com o disco de estreia. Superando todo o nervosismo, o disco foi muito bem recebido e o A-ha voltou as paradas internacionais e novos hits surgiram, a exemplo de “Cry wolf”, “I´ve been losing you” e “Manhattan Skyline”.

Neste disco temos também “We´re looking for the whales” que foi concebida em protesto a matança predatória das baleias na Noruega, as fantásticas “The weight of the wind” e “Scoundrel Days” (que estranhamente não virou clipe), e as viajantes “Soft rains of April” e “October”.

SCOUNDREL DAYS – DIAS DE MALANDRAGEM
(Magne Furuholmen/Pål Waaktaar)

Was that somebody screaming…
Será que alguém gritou
It wasn’t me for sure
Não fui eu, por certo
I lift my head up from uneasy pillows
Ergo minha cabeça de travesseiros incômodos
Put my feet on the floor
E levanto
Cut my wrist on a bad thought
Um mau pensamento corta meu pulso
And head for the door
E me dirijo à porta
Outside on the pavement
Lá fora, na calçada
The dark makes no noise
A escuridão não faz ruído
I can feel the sweat on my lips
Posso sentir o suor em meus lábios
Leaking into my mouth
Vazando para dentro da minha boca
I’m heading out for the steep hills
Estou me dirigindo às colinas de encostas íngremes
They’re leaving me no choice
Eles não me dão escolha

And see… as our lives are in the making
E veja… enquanto nossas vidas se fazem
We believe through the lies and the hating
Acreditamos que por entre as mentiras e o ódio
That love goes free
O amor corre livre

For want of an option
Por falta de opção
I run the wind ’round
Corro driblando o vento
I dream pictures of houses burning
Sonho imagens de casas em chamas
Never knowing nothing else to do
Sem saber o que fazer

With death comes the morning
Com a morte vem a manhã
Unannounced and new
Nova e de repente

Was it too much to ask for
Será que foi pedir de mais
To pull a little weight…
Para dar uma força
They forgive anything but greatness
Eles perdoam qualquer coisa, menos grandeza
These are scoundrel days
Estes são dias de malandragem

And I’m close to calling out their names
Estou perto de gritar todos os seus nomes
As pride hits my face
Enquanto o orgulho bate o meu rosto

See… as our lives are in the making
Veja… enquanto nossas vidas se fazem
We believe through their lies and the hating
Acreditamos que por entre as mentiras e o ódio
That love goes free through scoundrel days
O amor corre livre no tempo da malandragem

I reach the edge of town
Eu alcanço os limites da cidade
I’ve got blood in my hair
Há sangue nos meus cabelos
Their hands touch my body
As mãos deles tocam meu corpo
From everywhere
Vindas de todos os lados
But I know that I’ve made it
Mas sei que realizei o meu intento
As I run into the air
Enquanto corro para dentro do ar

And see… as our lives are in the making
E veja… enquanto nossas vidas se fazem
We believe through the lies and the hating
Acreditamos que por entre as mentiras e o ódio
That love goes free
O amor corre livre
Through scoundrel days
Através dos dias de malandragem.

———————————————————————————————–

THE SWING OF THINGS – O BALANÇO DAS COISAS   

(Magne Furuholmen / Pål Waaktaar)  

 

They say the world’s an eventful place
Dizem que o mundo é um lugar cheio de eventos
You give me news I don’t want to know
Você me dá notícias, eu não quero saber
You say that I should care
Você diz que eu deveria me importar 
That I should speak my mind
Que eu deveria dizer o que se passa em minha mente  
Oh, but how can I speak of the world rushing by
Oh, mas como posso falar do mundo que passa apressado
With a lump in my throat and tears in my eyes? 
Com um nó na garganta e lágrimas nos olhos
Have we come to the point of no turning back  
Será que chegamos ao ponto sem retorno
Or is it still time to get into the swing of things  
Ou ainda é tempo de entrar no balanço das coisas?
Let us walk through this windless city
Façamos uma caminhada por esta cidade sem vento
I’ll go on till the winter gets me
Eu prosseguirei até o inverno me pegar
“Sleep…” you wrote “sleep, my dear”
“durma”,  você escreveu, “durma querido”
In a letter somewhere 
Numa carta, em qualquer lugar
 
Oh, but how can I sleep
Oh, mas como posso dormir
with your voice in my head 
com tua voz dentro de minha cabeça
And an ocean between us and room in my bed?
E um oceano entre nós e espaço em minha cama?
Have I come to the point where grip I’m losing the 
Será que cheguei ao ponto onde estou perdendo o pulso
Or is it still time to get into the swing of things? 
Ou ainda é tempo de entrar no balanço das coisas?  
 
When she glows in the dark
Quando ela brilha suave no escuro
and I’m weak by the sight 
e sou enfraquecido pela visão
Of this breathtaking beauty  in which I can hide  
Desta beleza de tirar o fôlego na qual posso me esconder
There is a worldful out there of people I fear  
Há um mundo cheio, lá fora, de pessoas que temo
But given time I’ll get into the swing of things 
Mas, dado um tempo, entrarei no balanço das coisas
Yes, when she glows in the dark  
Sim, quando ela brilha suave no escuro
and I’m struck by the sight 
e esta visão me  atordoa
I know that I’ll need this for the rest of my life  
Sei que precisarei disso pelo resto de minha vida  
 
What have I done? What lies I have told? 
O que eu fiz? Que mentiras contei?
I’ve played games with the ones that rescued my soul
Brinquei e joguei com as pessoas que resgataram minha alma
Have I come to the point whera i’m losing the grip
Será que cheguei ao ponto onde estou perdendo o pulso
Or is it still time to get into the swing of things? 
Ou ainda é tempo de entrar no balanço das coisas?
———————————————————————————————–

I’VE BEEN LOSING YOU  – ANDO PERDENDO VOCÊ  

(Pål Waaktaar)           

                   

It wasn’t the rain that washed away…
Não foi a chuva que dissolveu…
Rinsed out the colours of your eyes
Enxaguando as cores de teus olhos até desbotarem
Putting the gun down on the bedside table
Deitando o revólver sobre o criado-mudo
I must have realized: It wasn’t the rain
Devo ter percebido: não foi a chuva
That made no difference
Que deixou de fazer diferença
And I could have sworn it wasn’t me
E eu poderia ter jurado que não fui eu
Yet I did it all so coldly
Ainda assim fiz tudo com tamanha frieza
almost slowly
…quase devagar
Plain for all to see
Simples, qualquer um pode ver  
 
Oh c’mon please now
Oh vem, por favor agora
Talk to me Tell me;
Converse comigo, me diga:
things I could find helpful
coisas que eu poderia achar úteis
How can I stop now…
Como posso parar agora…
Is there nothing I can do?
Não haverá nada que eu possa fazer?
I have lost my way
Perdi meu rumo
I’ve been losing you
Ando perdendo você  
 
I can still hear our screams competing
Ainda posso ouvir nossos gritos competindo
You’re hissing your s’s like a snake
Você sibilando seus “esses” como uma cobra
Now in the mirror stands half a man
Agora no espelho vejo metade de um homem
I thought no one could break
Que eu achava que ninguém poderia derrubar
It wasn’t the rain, that made no difference
Não foi a chuva, que deixou de fazer diferença
…nervously drumming on:Run away
…nervosamente batucando: fugir
But I want the guilt to get me
Mas quero que a culpa me pegue
Thoughts to wreck me
Que pensamentos venham me arruinar
Preying on my mind
Esperando para dar o bote em minha mente  
 
please now Talk to me Tell me;
por favor agora Converse comigo, me diga:
things I could find helpful
coisas que eu poderia achar úteis
How can I stop now…
Como posso parar agora…
Is there nothing I can do?
Não haverá nada que eu possa fazer?
I have lost my way
Perdi meu rumo
I’ve been losing you
Ando perdendo você  
———————————————————————————————–

OCTOBER – OUTUBRO
(Pål Waaktaar)

 

Dawn awaits a sleepless,
O amanhecer espera
English town of coloured gray
uma cidadezinha inglesa tingida , que nunca dorme   
Here I roam the streets without you
Aqui eu perambulo pelas ruas sem você
As summer fades away
Enquanto o verão se vai  
 
…down in the city at nights, the cold wind blows  
…lá na cidade, os ventos frios sopram à noite
 
Wherever you may be right now
Onde quer que você esteja neste momento
it must be getting late
deve estar ficando tarde
You’re probably asleep already,
Provavelmente você já deve está dormindo, 
 
I am wide awake
e eu superacordado  
…down in the city at nights
…lá na cidade, à noite
 
“Don’t be lonely”, so you’ve told me,
“Não seja solitário”, foi o que você me disse, 
but don’t you worry now
mas não se preocupe agora 
Loneliness can be ignored
A solidão pode ser ignorada
and time has shown me how
e o tempo me mostrou como
… down in the city at nights
…lá na cidade a noite…  
I’m missing you so much
Eu sinto tanto à sua falta
Down in the city, Down in the city…
Lá na cidade, lá na cidade…
———————————————————————————————–

MANHATTAN SKYLINE – A SILHUETA DE MANHATTAN CONTRA O CÉU
(Magne Furuholmen/Pål Waaktaar)  
 
We sit and watch umbrellas fly 
Ficamos sentados e assistimos aos guarda-chuvas voando
I’m trying to keep my newspaper dry
Estou tentando manter o meu jornal seco
I hear myself say, “My boat’s leaving now”
Ouço a mim mesmo dizendo, “meu barco está partindo agora” 
 …so we shake hands and cry
 …então nos damos as mãos e choramos  
Now I must wave goodbye 
Agora devo dar um aceno de adeus 
Wave goodbye (6x)
Aceno de adeus
You know, I don’t want to cry again 
Você sabe, que eu não quero chorar outra vez
I don’t want to cry again 
Não quero chorar outra vez
Don’t want to say goodbye 
Não quero dizer adeus
I don’t want to cry again
Não quero chorar outra vez
I don’t want to run away
Não quero fugir
Don’t want to race this pain
Não quero correr contra esta dor
I’ll never see your face again 
Nunca mais verei seu rosto outra vez  

Oh but how How can you say That I didn’t try…
Oh, mas como você pode dizer que não tentei…
You see things in the depths of my eyes 
Você vê coisas nas profundezas de meus olhos
That my love’s run dry 
Que meu amor secou na fonte

We leave to their goodbyes 
Partimos aos adeuses deles
I’ve come to depend on the look in their eyes
Cheguei ao ponto de depender do olhar nos olhos deles
My blood’s sweet for pain 
Meu sangue gosta de dor 
The wind and the rain 
O vento e a chuva 
bring back words of a song  
trazem de volta a letra de uma canção

And they say “wave goodbye”  
E ela diz “acene adeus”
wave goodbye…
acene adeus…

But you know I don’t want to fall again
Mas você sabe que eu não quero cair outra vez 
Don’t want to know this pain  
Não quero conhecer esta dor
Don’t want another friend  
Não quero outra amizade
Don’t want to try again 
Não quero tentar outra vez
Don’t want to see you hurt 
Não quero vê-la ferida 
Don’t let me see you hurt
Não me deixe ver você ferida
I don’t want to cry again 
Não quero chorar outra vez
I’ll never see your face again 
Nunca mais verei seu rosto outra vez  

How can you say that I didn’t try?  
Como você pode dizer que eu não tentei
You Know i did… 
Você sabe que sim…
You see things in the depths of my eyes 
Você vê coisas nas profundezas de meus olhos
That my love’s run dry 
Que meu amor secou na fonte
 
…So I read to myself 
 …Então leio para mim mesmo 
A chance of a lifetime to see new horizons 
Sobre uma chance única para ver novos horizontes 
On the front page 
Na primeira página
A black and white picture of
Uma foto em preto e branco
Manhattan Skyline. 
Da silhueta de Manhattan contra o céu.

———————————————————————————————–
 

CRY WOLFGRITE LOBO
(Magne Furuholmen/ Pål Waaktaar)
 
“Night I left the city, “Na noite em que deixei a cidade,
I dreamt of a wolf…”  Sonhei com um lobo…”

He came from where the winds are cold
Ele veio de uma terra onde os ventos são gelados
And truth is seen through keyholes
E a verdade é vista através de buracos de fechaduras
Strange longings never sleep
Ânsias e desejos estranhos nunca dormem
Now he’s come where no hearts beat
Agora ele chegou ao lugar onde nenhum coração bate  
 
(refrão)    
Cry wolf – Time to worry
Grite lobo – Hora de se preocupar 
Cry wolf – Time to worry now
Grite lobo – Hora de se preocupar 
 
You can start, but you cannot stop
Você pode começar mas não pode parar
You give in, but you can’t give up
Você se entrega, mas não pode desistir
You can tell all your desperate jokes
Você pode contar todas as suas piadas desesperadas
To a world that puts love on hold
Para um mundo que deixa o amor prisioneiro  
 
(repete refrão 2x)
 
Dreamt of a wolf, a wolf…
Sonhei com um lobo, um lobo…
…the sunken-in eyes
…os olhos afundados
And the pain in his cries
E a dor em seus gritos
A shape in the dark…
Um vulto no escuro…
(repete refrão)
 ———————————————————————————————–

WE’RE LOOKING FOR THE WHALES – PROCURAMOS AS BALEIAS
(Magne Furuholmen/ Pål Waaktaar)

One left low left two who left high
Uma que afundou deixou duas que subiram
 

They seem so hard to find
Parecem tão difíceis de encontrar

Three came twice took once the time to search…
Três vieram duas vezes, levou uma vez para encontrar
 
(refrão) 
We’re looking for a little bewildered girl (2x)
Procuramos uma garotinha perplexa (2x)
We’re looking for the whales
Procuramos as baleias
 
Restlessness is in our genes
A inquietude está em nossos genes
Time won’t wear it off
O tempo não vai desgasta-la
Born into this world with our eyes wide open
Nascemos neste mundo com nossos olhos bem abertos

Girl… 
(repete refrão 2x)
Garota…  (repete refrão 2x)
I found angels
Descobri anjos
Beached outside your doors
Atolados ao lado de fora de tuas portas
Don’t you set those lonely eyes on me
Não vá você fixar esses olhos solitários em mim

Girl… 
(repete refrão)
Garota…  (repete refrão)
We’re looking for the whales…
Estamos procurando as baleias…

———————————————————————————————–

THE WEIGHT OF THE WIND – O PESO DO VENTO
(
Pål Waaktaar)
Your face looked new against the town
Seu rosto parecia novo contra a cidade
You’ve come to lose some memories
Você veio perder algumas lembranças
Like you I’ve come to touch new grounds
Como você, eu vim tocar solos novos  

 

You want to lose – The weight of the wind
Você quer perder  – O peso do vento 
Rests hard on your shoulders
Que, pesado, descansa em seus ombros
Bringing you down
Te curvando
The one that you love
Aquele que você ama
Will never be found
Nunca será encontrado  

You speak into the falling rain
Você fala para dentro da chuva que cai
Words you’d lost, but found again
Palavras que perdeu, mas achou de novo
You see their snakey arms entwined
Vê os braços deles, serpenteantes, entrecruzados
So clear and cruel
Tão claro e cruel
In your jealous mind
Em sua mente ciumenta

You’ve got to lose – The weight of the wind
Você tem de perder – O peso do vento
Hard on your shoulders
Duro sobre teus ombros
Getting you down
Te esmagando
The one that you love
Aquele que você ama 
Can never be found.
Nunca poderá ser encontrado.

———————————————————————————————–

MAYBE MAYBE  – TALVEZ, TALVEZ
(Magne Furuholmen)  
 
Maybe you were joking
Talvez você estivesse brincando
when you said that you were walking out on me 
quando disse que estava me dando o fora
Maybe maybe  
talvez, talvez
Maybe I was joking 
Talvez eu estivesse brincando
when I said that I was runnung out on you 
quando disse que estava dando o fora, correndo, em você
Maybe maybe 
Talvez, talvez

 

(refrão) 
I could be wrong, so wrong (2x) 
Eu poderia estar errado, tão errado (2x)
yes, I could be wrong 
sim, eu poderia estar errado
 
I don’t know, but it’s been said 
Eu não sei, mas dizem
Decisions travel far from heart to head 
que as decisões viajam uma longa distância do coração à cabeça
Maybe maybe 
Talvez, talvez

 

Maybe it was over  
talvez estivesse acabado 
When you chucked  me out the Rover at full speed
quando você me jogou para fora do Rover a toda velocidade
Maybe maybe…
Talvez talvez…  
(repete refrão)
———————————————————————————————–
 
THE SOFT RAINS OF APRIL – AS CHUVAS SUAVES DE ABRIL
(Magne Furuholmen/ Pål Waaktaar)
 
The soft rains of April are over
Terminaram as chuvas suaves de abril
The soft rains of April are over,over…
As chuvas suaves de abril terminaram, terminaram…
Anybody home now?
Tem alguém em casa agora?
I’m on the phone now,please…
Por favor, estou no telefone…
The soft rains of April are over
Terminaram as chuvas suaves de abril
The ferry across the water to Dover, over
A balsa atravessa a água até Dover, terminaram
Anybody home now?
Tem alguém em casa agora?
I am on the phone, I’d like to go back
Estou no telefone, eu gostaria de voltar
Is it rainning back home?
Será que está chovendo lá fora?
I am so alone
Estou tão só
Just go up today
Acabei de levantar hoje
and my thoughts are miles away
e meus pensamentos estão a milhas de distância
With you
com você

 

Well, they gave me four years
Bem, me deram quatro anos
Three more to go
Faltam ainda três
Keep writing letters
Continuo escrevendo cartas
Time’s  passing so slow
O tempo passa tão devagar
 
The soft rains of April are over
Terminaram as chuvas suaves de abril
Over…
Terminaram…  

 

Dover – Porto na costa sul da Inglaterra

3 Respostas para “Scoundrel Days

  1. Esse trecho de Scoundrel é a real:
    And see… as our lives are in the making
    We believe through the lies and the hating That love goes free

    • Observe em sites como London Calling, Siciliano e outras lojas que comercializam cd´s. Vale a pena a pesquisa, pois se trata de um grande álbum

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s