Morten e Mags visitam exposição sobre o a-ha

Eles estiveram em Trondheim para promover o concerto que será realizado no sábado no Estádio Lerkendal e também fizeram uma visita ao Rockheim – o novo centro interativo / museu de pop e rock norueguês, que abriu no início deste mês.

A exposição do a-ha parece ser um destaque especial na Rockheim, e Magne encontrou algumas fotos do período dos Bridges (banda que ele e Pal tocavam antes do a-ha) que nunca tinha visto antes.

Nós não pensamos em nós mesmos como uma parte da tradição musical da Noruega, mas quando nos vemos aqui, percebemos que somos “, diz Furuholmen

Ambos mostram-se emocionados pela recepção que tem recebido nos shows da Noruega.

Entrevista com Mags e Morten (vídeo)

Andressa.no

Reportagem: 

NRK.no

Museu da exposição:

http://www.rockheim.no/

15 Respostas para “Morten e Mags visitam exposição sobre o a-ha

  1. Esta exposição deve ter muita coisa legal da banda que nós fans ainda nõa conhecemos. Seria muito bom que esta futuramente venha para outros paises que o a-ha visitou durante a carreira (Brasil e logico estaria na lista – Sonhar não custa nada… (como diz a canção.

    Dell-Varginha-MG

  2. Pessoal, estranho que sempre nesses últimos eventos , Pal não estar presente , o motivo seria por que reside em Nova Iorque ?

    • Rodrigo, há muito Pal não se apresenta com eles em eventos que não sejam dos shows. Não sei se é só por morar em Nova York já que eles estão na Noruega em turnê.

      • Bem Rodrigo, a Luana já respondeu o que eu iria dizer. Não creio que Pal tenha retornado aos Estads Unidos para voltar a Noruega em 5 dias. Talvez ele esteja de certa forma magoado com o fim da banda, ou até ele priorizou a oportunidade de neste tempo ficar com a família.

  3. Fiquei super satisfeita em saber, que até mesmo seus compatriotas estão fazendo de tudo para mostra-lhes a importância que tiveram tanto lá como no mundo. Como o próprio Mags disse “não sinto que fazemos parte da música pop rock”, mas vendo as fotos até mesmo do tempo Brigdes cai a ficha e os fazem pensar na importância do A-ha no meio musical. Como a Dell falou, seria bem legal se isso fosse possível, não custa nada sonhar. E espero que realmente a distância de NY seja o motivo maior para Pal não estar presente.

      • Isso mesmo Luana. Quem sabe esse paradiga cai de vez. O A-ha sempre será o A-ha. Mas com certeza eles estam felizes em ser reconhecido também pelo seu país.

    • Márcia, assim como o a-ha lutou a vida toda para dizer que eles não eram só “take on me”, parte dos noruegueses bradavam que “a Noruega não é só a-ha”. Sabe o que eu acho disso, uma pura bobagem! O a-ha não deveria se levar tão a sério nesse sentido, pois os sucessos foram acontecendo e era melhor louvar o filho bem sucedido do que se sentir culpado por algo que não cometeu. Os mesmos para os noruegueses que mantiveram esse raciocínio equívocado. Que bom que ao menos no fim o a-ha teve seu devido reconhecimento, nada mais justo.

      • Esse equívoco sempre vai existir, não por parte de nós fãs, que sempre tivemos um olhar diferenciado pelo trabalho magnífico da banda por tantos anos, mas com certeza a noruega não é só A-ha, mas querendo ou não o que elevou o nome do país sem dúvida foi o trabalho dos três. Então ao meu ver que bom que foram consagrados sendo ou não da Noruega.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s