9 Respostas para “Crítica da Gazeta on line

    • Só lamento uns deslizes como citar que o a-ha voltou com um de inéditas referindo-se ao Foot of the mountain, quando isso aconteceu em 2000 com Minor Earth Major Sky. Mesmo assim, o saldo foi positivo e melhor ainda, que Foot of the mountain esteja saindo no noticiário.

  1. Verdade, Aloisio, achei tb que o saldo acabou sendo positivo nesta crítica. Pra nós fãs fica a lamentação pelo fato desse trabalho bem feito de divulgação só estar acontecendo agora… Mas ainda tenho uma pontinha de esperança de que essa história de aposentadoria do A-ha não passa de uma grande joga da de marketing…

    • Nunca custa sonhar Danilo, porém, percebo que o projeto de Mags junto a um componente do Coldplay parece estar criando corpo e isso pode ser um fator a dificultar que nosso sonho se realize. Sei que o Pal não colocaria um fim ao a-ha e o Morten disse que após tanto tempo com o grupo é difícil se imaginar fazendo outra coisa, que vai ter de começar do zero. Vamos aguardar pelo novo amanhã, mas não colocando-o com grandes expectativas quanto uma reunião, se acontecer ótimo, se não, será uma pena.

  2. Gostei da critica em relacao ao A-HA e principalmente quando falam que eles pegaram o caminho mais dificil para retornar no mundo da musica. Pois o Duram nao lançou nada de novo do mercado, bem diferente da atitude do A-HA que colocou a cara para bater. mais acho lamentavel que a critica ainda insisti em dizer que o a-ha e apenas uma banda que vive do passado (anos 80). Quem realmente acompanha a carreira da banda sabe o quando isso não e verdade. Eles sempre estão surprendendo com uma sonoridade completamente moderna e nova.

    • Concordo Deolanda, e isso para mim já é algo desgastante… Será que as passagens de 1991, 2002 e 2009 não foram suficientes para perceber que essa imagem de anos 80 é embassada e distorcida?
      As vezes a impressão que tenho é que os críticos brasileiros são demasiadamente preguiçosos e fazem resenhas de assuntos sem devido conhecimento de causa, sem profundidade, sem ao menos dedicar 10 minutos de uma simples pesquisa na própria internet.
      O importante é que ao contrário dos “anos 80”, hoje temos acesso direto ao que acontece em qualquer parte do mundo e isso faz com que tabus e inverdades sejam desfeitas em questão de segundos.

  3. Aloisio, e todo mundo imaginava que o Mags era o mais empolgado com o a-ha… E pelo visto, ele foi o verdadeiro incentivador dessa decisão INFELIZ de estabelecer o término da melhor banda de todos os tempos…

  4. Boa crítica. Ao menos, sem o maniqueísmo moderninho de alguns analistas quando falam das bandas nascidas nos anos 80. Pelo menos não estigmatizaram a banda como “boy band envelhecida” ou algo que o valha.
    É realmente uma pena que o Minor, o Lifelines e o Analogue não tenhma sido bem trabalhados por aqui na divulgação. A Alemanha, por exemplo, é uma caso pra se elogiar no quesito “dar valor ao a-ha”.

    • Isso é verdade Moriti, na Alemanha existe um trabalho bem feito, aliado ao empenho dos fãs que fazem do a-ha um sucesso constante no País.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s